:: Memorial ::
busca
Home Notícias Newsletter Sala de Imprensa Fale Conosco    
 
Janela para AL
Arquivo


 
"O Legado de Franco Montoro" inclui depoimentos, mostra e livro

 

Evento comemorativo da herança política, administrativa e moral de André Franco Montoro se realiza na Biblioteca Latino Americana Victor Civita, no dia 16 de julho


“O Legado de Franco Montoro” é o nome do projeto organizado pela Fundação Memorial da América Latina, sob a coordenação do professor dr. José Augusto Guilhon de Albuquerque. Ele visa recuperar, documentar, registrar e expor a herança intelectual, política e moral do governador, jurista, professor universitário e artífice da Campanha das Diretas Já André Franco Montoro.

São parceiros do Memorial a Assembléia Legislativa de São Paulo, a Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, por meio do seu centro de documentação (CPDOC), e a Pontifícia Universidade Católica de SP. Montoro foi um dos articuladores na Democracia Cristã da idéia de se criar uma universidade católica. Lá ele lecionou a vida inteira.

Um dos aspectos do seu legado pouco conhecido é a luta pela integração latino-americana, que pode ser resumida em sua frase: “Para a América Latina, a opção é clara: integração ou atraso”. O projeto “O Legado de Franco Montoro” é constituído de formação de acervo de depoimentos, exposição, seminário e edição de livro. É, pois, não apenas uma homenagem, mas um estudo sobre o homem e o político. E, a partir dele, uma reflexão sobre o passado que ilumina o presente e aponta caminhos futuros.

Para isso, o Memorial está colhendo depoimentos, gravados em vídeo, de personagens que conviveram com Franco Montoro. Faz parte do projeto “O Legado de Franco Montoro” uma exposição de fotos, livros, documentos e objetos dele. O acervo bibliográfico e documental doado em comodato pelo ILAM (Instituto Latino-americano) ao Memorial e documentos sob a guarda do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro – bem como outros objetos, fotos e documentos cedidos pelos amigos, parentes e outras instituições) - comporão um amplo painel da vida pública de André Franco Montoro em suas diversas facetas. A exposição será inaugurada no dia 16 de julho, na Biblioteca Latino-americana Victor Civita.

No mesmo dia se realiza seminário para discutir o legado de Franco Montoro. Está prevista a participação do governador José Serra, que falará sobre o tema “Plano de Governo” de Montoro; Fernando Henrique Cardoso (“Campanha das Diretas”), Eduardo Muylaert (“Montoro, professor de direito”) e Rubens Barbosa (“Integração da América Latina”), entre outros. O projeto “O Legado de Franco Montoro” será finalizado com lançamento de livro com os desdobramentos do seminário e dos depoimentos. Esse material ficará disponível no site do Memorial, com amplo acesso a todos.

Será produzido um documentário sobre Montoro com trechos do depoimentol das seguintes personalidades que participam do projeto "O Legado de Franco Montoro":Andrea Calabi, Paulo Renato de Souza, Almino Affonso, Roberto Gusmão, Cândido Mendes, Jorge Nagle, Vanderlei Macris, Celso Lafer, José Pedro de Oliveira Costa, Silvio Sawaya, Antônio Hélio Guerra Vieira, Tito Costa, Quartim de Moraes, Adriano Murgel Branco, Luiz Carlos Bresser Pereira, João Quartim de Moraes, Carlos Alfredo de Souza Queiroz, Boris Fausto, João Hélio Marques Russo, Gilberto Dupas, Jorge da Cunha Lima, Michel Temer, D. Cândido Padim, Alceu de Amoroso Lima Filho, Raul DAvid do Valle Jr, Nadir Gouvea Kfouri, Norma Kyriakos, Eugênio Montoro, Marcos Mendonça, José Goldemberg, Audálio Dantas, Egydio Bianchi, José Gregori, Luiz Antonio Marrey, Clóvis de Barros Carvalho, Flávio Fava de Moraes, Lafayette Pozzoli, João Carlos Meirelles, Maria Luiza Marcílio, Antonio Angarita, José Mario Brasiliense Carneiro, Décio Moreira, Guilherme Ramalho, Malu Montoro Jens, José Carlos Dias, Bolivar Lamounier, André Franco Montoro Filho, Belisário dos Santos Jr, Ricardo Montoro, Manoel Filismino dos Santos, Darcy Passos, Antonio de Pádua Perosa, Plínio de Arruda Sampaio, José Luiz Portella, José Carlos Seixas, Eva Blay, Antonio Rubens Costa de Lara e Alberto Goldman (lista parcial)

Leia a seguir texto de  apresentação de Fernando Leça, presidente do Memorial e  idealizador do projeto O Legado de Franco Montoro:

André Franco Montoro exerceu uma influência de primeiro plano, em um período de crescente presença de lideranças paulistas na política nacional, como não se via desde a Revolução de 1930. Graças a sua firmeza de caráter, clareza de objetivos e tenacidade em alcançá-los, transparência em seus métodos de ação e grande poder de persuasão e articulação de interesses, Franco Montoro exerceu imensa liderança na cena pública brasileira por mais de trinta anos, incentivando novas vocações para a vida pública, mobilizando competências para a formulação e a execução de políticas públicas, articulando lideranças de diversas tendências, tanto na sociedade civil como na vida política, para conduzi-las, em meio a campanhas memoráveis, a uma transição segura e sólida para a democracia de que hoje desfrutamos.

São Paulo e o Brasil devem muito a Franco Montoro, servidor público, professor, político, empreendedor, homem da conciliação e da luta, homem de família e homem de Estado, religioso de mente livre, amigo fiel e adversário nobre, homem de convicções e de tolerância.
O “Legado de Franco Montoro” é um projeto que combina a homenagem a um grande brasileiro com uma reflexão atual sobre uma obra diversificada que uniu o ensino do Direito, o serviço público, os mandatos eletivos desde a vereança à senatoria, passando pela representação estadual e federal, chegando ao ministério e ao governo do Estado; que inclui a mobilização, em torno de idéias políticas, de lideranças locais, nacionais e internacionais, a formulação de políticas públicas e sua execução, e a mobilização de grandes massas.

Franco Montoro inovou na forma de organizar campanhas eleitorais, na formulação de propostas de governo, na condução colegiada do Executivo, na descentralização das decisões e das ações de governo, na concepção e na proteção dos direitos individuais e sociais, e é este conjunto de facetas o objeto deste projeto, cujo fim é avaliar, à luz do presente, a pessoa, a obra e o contexto da vida pública e pessoal de Franco Montoro, em suas diversas dimensões. O projeto compreende três atividades complementares:

• Exposição na Biblioteca do Memorial da América Latina, em cuja abertura será formalizada a doação, ao Memorial, do acervo bibliográfico de Franco Montoro sobre a América Latina, que se encontrava organizado na sede do ILAM – Instituto Latino-americano antes de ser cedido em comodato para a Biblioteca. Os elementos a serem expostos deverão compreender, além de publicações da autoria de Montoro, fotos e documentos que atualmente estão sob a guarda do Centro de Pesquisa e  Documentação de História Contemporânea da Fundação Getúlio Vargas - CPDOC, no Rio de Janeiro, bem como outros materiais cedidos pela PUC-SP e pela família.

• Seminário - será realizado no dia 16 de julho de 2007, também nas instalações da Biblioteca, com apresentação de conferências explorando diferentes aspectos da atuação de Franco Montoro, como a Campanha das Diretas, o Plano de Governo, o movimento pela Integração da América Latina, entre outros, contando com a coordenação acadêmica do Prof. Dr. José Augusto Guilhon Albuquerque. Terá como formato a realização de duas mesas, no período das 14h00 às 18h00 – em seguida, haverá a inauguração da mostra.

• O programa do Seminário é o seguinte:

14h00 – Abertura

1ª Mesa – Presidente: JOSÉ ARISTODEMO PINOTTI

14h10 – FERNANDO HENRIQUE CARDOSO: “A liderança política de Franco Montoro”
14h40 – EDUARDO MUYLAERT: “Montoro professor de Direito: o ensino e a prática”
15h300 – RUBENS BARBOSA: “O latino-americanismo de Franco Montoro: pensamento e ação”
16h00 – Debates

16h30 - Coffee-Break

2ª Mesa – Presidente: ANDRÉS ZALDIVAR LARRAIN (Chile)

17h00 – MARCOS GIANNETTI DA FONSECA: “Plano de Governo: instrumento de mobilização da sociedade”
17h30 – JOSÉ AUGUSTO GUILHON ALBUQUERQUE: “Descentralização e participação: filosofia e prática de governo”
18h00 – JOSÉ SERRA: “Franco Montoro: ação de governo e ação política”
18h30 – Debates

18h50 – Encerramento

19h00 – Abertura da Exposição


• Publicação de um livro com textos do seminário e a transcrição de uma série de depoimentos de familiares, colaboradores e amigos de Franco Montoro, que estão sendo coletados por meio de entrevistas  realizadas por uma equipe destacada para esse fim.

III. DATAS

• Seminário e abertura da Exposição: 16 de julho de 2007.
• Exposição: de 17 de julho a 25 de agosto de 2007.
• Lançamento do livro: outubro/novembro de 2007.

IV. PARCERIAS

A importância desse projeto está refletida nas parcerias concretizadas com outras instituições que preservam acervos vinculados a Montoro, como a Fundação Getúlio Vargas, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, bem como na colaboração de destacadas personalidades que estão participando do projeto.

Fernando Leça, Presidente


“Para a América Latina a opção é clara: integração ou atraso”
André Franco Montoro
(14/07/1916 – 16/07/1999)
.


Fonte:


 

5o Festival Latino-Americano de Cinema de S?o Paulo

Revista Nossa América

O Impacto do Microcréditol

Biblioteca Virtual

Memorial no Twitter

Memorial Twitter

Memorial Facebook

Cursos

Cátedra Memorial da América Latina

III Festival Ibero-americano de Teatro

Memorial Twitter

   
2005 - Memorial da America Latina - Todos os direitos reservados | Como chegar |Horário